Nossos produtos estão nos EUA e nosso time também: conheça o programa de intercâmbio da FuelTech

dezembro 28, 2020

Que a FuelTech possui uma sede nos EUA, vende seus produtos por lá e eles fazem o maior sucesso na pistas americanas, você já sabia. O que talvez seja novidade é que, a cada seis meses, dois membros da nossa equipe se juntam ao time da FuelTech USA para aprimorar seus conhecimentos, dentro de nosso programa interno de intercâmbio de funcionários. 

O programa começou em 2015, com a ida para os EUA de um membro da equipe que tinha como missão ajudar a implantar e estruturar a presença da empresa no mercado americano: era Luís De Leon, hoje diretor técnico da FuelTech USA. A ideia inicial era de que, a cada seis meses, um funcionário da matriz brasileira, em geral do suporte técnico, trabalhasse na unidade americana para adquirir conhecimentos e auxiliar nas atividades da empresa na face Norte do continente.

Nos últimos dois anos, com o crescimento da FuelTech em ambos os países, o programa foi expandido para que dois membros da equipe brasileira fossem aos EUA a cada semestre. Nestes cinco anos, o programa já incluiu 12 funcionários diferentes da empresa, que atuam no exterior de modo parecido com o que fazem no Brasil, mas com uma porção de novas rotinas profissionais e pessoais para encarar - e fazê-los crescer.


Seis meses que valem por anos

Segundo a analista de recursos humanos da FuelTech, Thaís Maroneze, a ideia central do programa é promover uma troca de conhecimentos entre as equipes de cada país. Os funcionários que participam do intercâmbio auxiliam no desenvolvimento de produtos, passam por treinamentos específicos e participam de eventos, como treinos e provas de arrancada em conjunto com a FuelTech USA, sediada na cidade de Ball Ground, no estado da Geórgia. 

A filosofia é a mesma adotada com relação aos produtos FuelTech: os módulos vendidos no mercado americano (e em qualquer outro lugar do mundo) são, rigorosamente, os mesmos disponíveis no Brasil. A fabricação também é toda feita na unidade brasileira, responsável pela exportação dos produtos aos mercados estrangeiros, tal qual pelo envio de membros de seu time para representar a empresa e expandir seus conhecimentos em outros locais.

Um dos membros do time FuelTech a participar do intercâmbio é o analista de suporte técnico Ronaldo Dutra da Silva. Ele atuou pela primeira vez na FuelTech USA entre novembro de 2018 e abril de 2019. Sua segunda passagem foi de janeiro a julho de 2020. Ele descreve a experiência como “literalmente, uma imersão”. “O que aprendemos e vivenciamos aqui durante seis meses vale por anos no Brasil”, compara.


Desenvolvimento profissional e pessoal

Silva destaca os carros encontrados nos EUA como um diferencial crucial no aprendizado. “A gente tem contato com os carros de arrancada mais rápidos do mundo, assim como carros de rua também. Tive contato e até trabalhei em carros como o Goliath do Daddy Dave [do programa Corridas Proibidas], gravei vídeo com o Murder Nova no dinamômetro, trabalhei nos carros do Tiago Kfouri [videomaker da FuelTech e canal Macchina no YouTube], Corvette do Anderson [Dick, CEO da FuelTech], são inúmeras experiências”, relembra.

Ele salienta a diversidade de provas e pistas de corrida como fatores que aceleram o desenvolvimento de conhecimento e produtos no intercâmbio. “Tem corrida ou teste toda a semana e o principal: o dinamômetro, que faz uma diferença imensa. O contato com a coisa real aumenta muito, então a carga de conhecimento é imensa. A gente fica muito mais preparado para ajudar nossos clientes no Brasil”, argumenta.

Ronaldo também destaca as benesses do intercâmbio sob o viés cultural, em experiências que vão do aperfeiçoamento de seu domínio da língua inglesa a idas a encontros automotivos e churrascos gaúchos com os novos amigos americanos. “Além disso, tem uma ponta de orgulho. Trabalhar em uma empresa multinacional, ter essa oportunidade, vir pros EUA a trabalho, ir em corridas como Lights Out e No Mercy e carregar o nome da FuelTech no peito: não tem preço”.




Deixe um comentário

Os comentários serão aprovados antes de serem exibidos.


Leia Mais!

Input Expander FuelTech!
Input Expander FuelTech!

janeiro 13, 2021

Conheça o novo produto da FuelTech, que vai adicionar 24 entradas além das originais em seu módulo da linha PowerFT e permitir que seu projeto tenha tantos sensores quanto um Pro Mod americano.

Clique e confira!

Nova Atualização 4.5!
Nova Atualização 4.5!

janeiro 13, 2021

Clique e confira!

FT450 x FT550: qual usar? Três dicas para você fazer a melhor escolha
FT450 x FT550: qual usar? Três dicas para você fazer a melhor escolha

dezembro 30, 2020

O dobro de entradas, acelerômetro interno que evita empinadas, GearController integrado, uso em câmbio automático… descubra um pouco do que diferencia duas de nossas ECUs da linha Power FT

Clique e confira!