Dia da Mulher: Elas também comandam a FuelTech!

março 08, 2022

Neste Dia Internacional da Mulher, conheça sete histórias de mulheres que são parte do dia a dia da FuelTech e ajudam a escrever os nossos rumos.

As mulheres são parte importantíssima do dia a dia de todos e é claro que, aqui na FuelTech, não seria diferente. Para nós, é uma satisfação tremenda ver o crescimento diário, em quantidade e qualidade, da representação feminina no nosso time. E é lógico que isso mereceria uma homenagem especial neste 8 de Março, Dia Internacional da Mulher.

Para nossa reverência a elas, que já tem se tornado tradicional todos os anos, decidimos contar a história de sete mulheres (de um total de 60 colaboradoras de nosso quadro atualmente) que ajudam a fazer a FuelTech diariamente - e a comandar seus rumos, nos mais variados cargos e atividades.

Aqui, além da paixão pelo que fizemos, este é outro aspecto que nos une: a admiração e o incentivo às mulheres, para que a presença delas seja cada vez maior e melhor. Na FuelTech ou em qualquer outro lugar que elas desejarem.

Karina Xavier
Coordenadora de Recursos Humanos

Muito da filosofia de trabalho da FuelTech pode ser percebido em nossa Coordenadora de RH, Karina Xavier. Ela é uma mulher que ocupa um cargo de liderança na empresa, veio de outro estado para atuar em nossa sede em Porto Alegre (RS) e possuía dois filhos pequenos quando começou. Mas frisa: tais aspectos nunca foram uma dificuldade. “Atualmente, temos 30% da liderança sendo do sexo feminino. Somos 60 colaboradoras, o que representa 35% de nosso quadro de funcionários geral e estamos em maior quantidade no setor produtivo. Nossos produtos, elaborados para as pistas e performance automotiva, são cuidadosamente produzidos pelas mãos e sob o olhar feminino atento aos detalhes”.

💬 Clique e confira mais sobre a Karina Xavier

 

“Sou mãe de dois filhos (Pedro, 7 e Ana, 4 anos) e iniciei na FuelTech em 2018. Paulistana, estava em Porto Alegre há pouco menos de um ano, com a filha mais nova de 11 meses à época. Sendo uma profissional de RH, sabia das dificuldades que encontraria em uma recolocação, tendo uma bebê pequena e um filho então com três anos. No entanto, isso nunca foi um empecilho na FuelTech.

Ouvimos questionamentos de candidatos e gestores que chegaram de outras empresas, sobre a nossa política interna para contratação de mulheres jovens recém-casadas e mães com bebês. Entendemos que a maternidade (e a paternidade) tem muito mais a agregar e trazer competências importantes na gestão e relacionamento para o dia a dia, assim como na relação com o trabalho de um profissional nesta realidade.

Resiliência, persistência, empatia e a capacidade de executar diferentes demandas simultaneamente são algumas das habilidades potencializadas pela maternidade. Somos uma empresa jovem e gostamos de acompanhar o surgimento de novas famílias que foram sendo criadas ao longo da nossa história. Por isso, fazemos questão de compartilhar com todos os familiares nossas conquistas como uma forma de agradecimento pelo tempo de dedicação dos nossos profissionais.

A comunicação de uma gestação é recebida com muito carinho por gestores e colegas. Ficamos felizes quando nossas colaboradoras comunicam o aumento da família e procuramos prover todos os recursos necessários para que este momento possa ser especial e com todo o cuidado requerido. Nossa política de banco de horas, que visa beneficiar muito mais ao colaborador do que a empresa, possibilita às futuras mamães se ausentar do trabalho para poder organizar e preparar a chegada do novo membro da família, ou mesmo com situações que exigem a presença da mãe ou pai para o devido suporte, para além das necessidades e cuidados com a saúde já contemplados pela assistência e acompanhamento médico.

Entendendo as peculiaridades da mãe e do bebê no início da vida, a FuelTech possui a licença-maternidade estendida, de 180 dias. Sabemos da importância deste momento para a família e queremos que nossas colaboradoras se sintam respeitadas e valorizadas em uma fase tão especial.

Ainda na vertente dos benefícios e facilidades oferecidas para a colaboradora mãe, entendemos o home office também como uma possibilidade de estar mais próxima aos filhos e da família, podendo executar todos os papéis com mais tranquilidade e de forma equilibrada”.

Camile Giordani Fontolan
Coordenadora FuelTech MotorSports

Há nove anos no time, Camile Giordani iniciou como Coordenadora de Marketing da FuelTech. E em meio à jornada de estruturação do setor e implementação da área digital da empresa, se apaixonou por um projeto: a FuelTech MotorSports, linha de vestuário e acessórios. Um desafio que, segundo ela, visa traduzir os pilares da empresa para o jeito de se vestir e “expressar a nossa paixão pela velocidade e pela alta performance”, pontua. “Vejo que a marca une essa paixão do público com o que fazemos: é um lifestyle, um jeito de viver, a gente gosta do estilo racing de ser”.

💬 Clique e confira mais sobre a Camile Giordani

 

“Para falar da trajetória da MotorSports, tenho que contar um pouco da minha trajetória: trabalho com Marketing há 18 anos e antes de trabalhar na FuelTech, coordenava uma área de Desenvolvimento de Novos Negócios liderando vários projetos de marketing que envolviam tarefas como o desenvolvimentos de novos produtos, patrocínios e eventos.

Essa experiência profissional me deu bagagem para iniciar na FT, a convite do Anderson [Dick, CEO] para auxiliar no projeto do Velopark. Na época, estávamos negociando patrocínios e organizando nossa participação no calendário de eventos no Brasil e foi lá, nos eventos e nas pistas, que eu brinco que a MotorSports começou a ser ‘incubada’, pois tínhamos um contato muito próximo com o público e com os fãs da marca.

No início, tínhamos uma linha apenas promocional, que eram as camisetas e bonés de brindes, mas logo entendi que a marca tinha muito potencial em função do desejo do público. O primeiro desafio do projeto foi transformar a linha que era tida como promo em private label e o próximo passo era fazer com que o novo projeto da marca fosse reconhecido como uma unidade de negócio da FuelTech.

Aí, nasceu a FuelTech MotorSports, que é a linha de vestuário e acessórios da FuelTech e que tem o grande desafio de trazer a qualidade que a marca FuelTech já tem no mercado, de traduzir seus pilares como a inovação e de expressar a nossa paixão pela velocidade e pela alta performance.

Vejo que a marca une essa paixão do público com o que fazemos: é um lifestyle, um jeito de viver, a gente gosta do estilo racing de ser e, nas nossas criações, sempre temos em mente que é isso que o público quer. Talvez nem todos tenham a oportunidade de competir ou de ter um carro fuçado, mas muitos querem se sentir parte deste universo e isso pode ser expressado através das nossas roupas, do que gostamos de vestir e usar.

Profissionalmente falando, sou apaixonada pelo projeto da MotorSports, amo o que faço e me sinto realizada com a oportunidade de empreender dentro da empresa. O Anderson e Leonardo [Fontolan, diretor-executivo] sempre apoiaram e incentivaram a MotorSports e isso mostra muito sobre o DNA da FT. Lá, todos são estimulados a empreender. Nós apostamos neste projeto e hoje, apesar de ser algo recente, já começamos a render resultados financeiros para a empresa e, acima de tudo, mostra o quanto podemos agregar valor para a marca com nossos produtos e tornar a FuelTech ainda mais acessível dentro e fora das pistas”.

Nathalia De Leon
Coordenadora de Marketing - FuelTech USA

Para a Coordenadora de Marketing da FuelTech USA, Nathália De Leon, o desafio não é somente se destacar como uma mulher em um cargo de liderança, mas também fazer isso em outro país: há oito anos, ela reside nos EUA, onde se estabeleceu com marido e filhos. E se orgulha de ter aceito a missão. “A FuelTech é uma empresa sensacional que já percebeu o quanto as mulheres conseguem contribuir, em áreas como o clima organizacional e uma postura motivacional mais forte”, diz ela, que viu na pandemia um momento de reinvenção. “Precisamos redobrar nossa organização diária para dar conta de tudo e isso trouxe uma força que, às vezes, nem sabíamos que estava dentro da gente”.

💬 Clique e confira mais sobre a Nathália De Leon

 

“Um dos maiores desafios das mulheres é conseguir o equilíbrio entre ter filhos, cuidar da família e conseguir crescer dentro de uma empresa. Hoje, nos EUA, 24% das mulheres ocupam cargos de liderança e 8% ocupam o cargo máximo, de CEO. No Brasil, apenas 3% das mulheres ocupam cargos de liderança, enquanto só uma em cada 10 ocupa o cargo máximo de CEO.

Vejo que isso pesa muito para as mulheres, sobretudo após a maternidade: é preciso cuidar da família, dos filhos, mas também querer crescer profissionalmente, ter um cargo maior, ganhar um bom salário, se destacar no mercado de trabalho. Mas muitas vezes, principalmente depois que somos mães, ficamos com essa dúvida e não conseguimos dar 100% nos dois aspectos. Vejo muitas mulheres abrindo mão de cargos altos para poder cuidar da família.

Apesar de todos os desafios que a pandemia trouxe, a representação das mulheres em cargos de liderança nos EUA aumentou em todos os níveis. No momento atual, vejo muitas mulheres crescendo como lideranças mais fortes nas empresas. Penso que tal força tenha vindo pelo desafio de se ajustar à uma nova realidade com a chegada da pandemia. Eu, como Coordenadora de Marketing da FuelTech USA e mãe de dois filhos, tive que me reestruturar completamente para dar conta do trabalho e das tarefas de casa.

Assim como eu, outras mulheres precisaram enfrentar os desafios de estar em casa, muitas vezes com filhos e precisaram trocar fraldas, participar de reunião, apresentar resultados no final do mês, ser proativo, se renovar profissionalmente... Diante desse desafio, eu e muitas mulheres passamos a exigir muito mais da gente, tanto na parte pessoal quanto profissional. Precisamos redobrar nossa organização diária para dar conta de tudo e isso trouxe uma força que, às vezes, nem sabíamos que estava dentro da gente, mas sempre esteve ali. Vejo muitas mulheres cuja força aflorou depois do início da pandemia.

A FuelTech é uma empresa sensacional que já percebeu o quanto as mulheres conseguem contribuir, em áreas como o clima organizacional e uma postura motivacional mais forte. As mulheres são mais generosas, elas gostam de estimular, de motivar, de inspirar quem está ao redor. As mulheres contribuem para revolucionar a gestão das empresas, trazendo novas ideias, uma nova realidade, mais flexível, com mais inovação, engajamento e representatividade, o que é muito positivo. O protagonismo feminino hoje é muito importante, também para incentivar as próximas gerações de líderes.

Ah: não posso deixar de enaltecer meu marido, mas não só ele, mas toda a rede de apoio que as mulheres precisam para conseguir dar esse passo à frente e ocupar cargos melhores. O Luís [De Leon, diretor-técnico da FuelTech USA] é uma pessoa que me ajuda muito. Se tenho algo para fazer, ele sempre diz que me apoia, me ajuda, é um exemplo de pai e marido. É importante para que as mulheres não fiquem sobrecarregadas com as tarefas de casa, dos filhos. No fim, todos saem ganhando”.

Ana Lígia
Coordenadora de Qualidade e SMS (Saúde, Meio Ambiente e Segurança)

Há oito anos na FuelTech, Ana Lígia hoje coordena um setor que ela mesma ajudou a implantar - e que chegou a ter ela como única integrante. “No início, o setor era somente eu, porém com o constante crescimento da empresa e estruturação do processo, houve a necessidade de aumentar a equipe”, conta. “Me sinto grata em acompanhar o crescimento da empresa, sempre motivada por novos desafios e possibilidade de desenvolvimento profissional”.

💬 Clique e confira mais sobre a Ana Lígia

 

“Minha trajetória na FuelTech começou em 2014. Na época, a empresa tinha aproximadamente 40 funcionários e não possuía um setor ou processo de controle da qualidade estruturado. Minha missão, então, era iniciar o setor da qualidade e implementar e obter a certificação ISO 9001. No início, o setor era somente eu, porém com o constante crescimento da empresa e a estruturação do processo, houve a necessidade de aumentar a equipe.

Em 2017, conseguimos a certificação ISO 9001 e, desde então, trabalhamos para aprimorar o Sistema de Gestão da Qualidade, apoiar todos os processos e garantir a satisfação dos nossos clientes.

Atualmente, nossa equipe é composta por seis pessoas e, além do suporte ao sistema de gestão, nos dedicamos ao controle de qualidade de matérias primas e produtos produzidos pela FuelTech.

Em 2020, o setor da Qualidade virou QSMS (Qualidade, Saúde, Meio Ambiente e Segurança), incorporando a área de Segurança do Trabalho.

Em 2022, completo oito anos de FuelTech e me sinto grata em acompanhar o crescimento da empresa, sempre motivada por novos desafios e possibilidade de desenvolvimento profissional”.

Natália Ambrósio
Coordenadora de Marketing

Desde julho de 2020 na FuelTech, Natália Ambrósio assumiu, no início de 2022, o cargo de Coordenadora de Marketing na empresa. Com uma peculiaridade: ela exerce seu trabalho de coordenação desde sua residência em Belo Horizonte (MG), distante cerca de 1.700 quilômetros de nossa sede, em Porto Alegre (RS). “Assim como o trabalho remoto, a liderança remota é um formato de gestão de pessoas que se constrói de acordo com o cenário de adaptação que a empresa tem para a transformação digital, fortemente acelerado pela pandemia, algo que a FuelTech teve muita agilidades para se movimentar”.

💬 Clique e confira mais sobre a Natália Ambrósio

 

“Assim como o trabalho remoto, a liderança remota é um formato de gestão de pessoas que se constrói de acordo com o cenário de adaptação que a empresa tem para a transformação digital, fortemente acelerado pela pandemia, algo que a FuelTech teve muita agilidades para se movimentar.

Ao mesmo tempo em que trás diversos benefícios almejados por muitos, minimizando tempo dispendido em trânsito e diversas outras que trazem mais qualidade de vida, manter uma equipe 100% remota também traz alguns desafios. Para superá-los, é necessário contar com planejamentos bem estruturados, contribuir para que os colaboradores se adaptem às rotinas de home office com suporte e material adequados, ter processos e comunicações definidos com clareza e sempre utilizar a tecnologia a nosso favor.

O trabalho remoto não é uma tendência ou algo com prazo para acabar. Trabalhar remotamente é a adoção de um estilo de vida que preza pelo equilíbrio, tão almejado entre vida pessoal e profissional. A transformação digital é cada vez mais necessária nas empresas e com ela novos paradigmas e disrupturas de antigos conceitos irão acontecer. Quem se adaptar melhor a eles sai na frente no mercado”.

Daniele Mattidorff
Supervisora Administrativa e Financeira

Os últimos dois anos têm sido pra lá de intensos para Daniele Mattidorff. Em Maio de 2021, nasceu Amber, sua primeira filha. Apenas quatro meses depois, ainda em meio à licença-maternidade, um novo desafio surgiu: a FuelTech a procurou para uma seleção que poderia promovê-la ao cargo de Supervisora Administrativa e Financeira. “Me chamou a atenção receber este comunicado mesmo em licença-maternidade. A empresa aguardou o fim da linha licença e, logo que voltei, comecei a exercer as atividades de supervisora da equipe financeira. Sim, o reconhecimento existe na FuelTech, independentemente da posição em que você se encontra”.

💬 Clique e confira mais sobre a Daniele Mattidorff

 

“A maternidade é o momento mais intenso e especial na vida de uma mulher. E, claro, junto com ela, vem grandes desafios. Minha filha nasceu em 28/05/2021 e meu retorno estava previsto para ocorrer dia 22/12/2021 (licença estendida). Mas, em Setembro/2021, recebi um comunicado do coordenador financeiro, em conjunto com a equipe do setor financeiro, de que a empresa estava abrindo vaga interna para Supervisor financeiro.

Me chamou a atenção receber este comunicado mesmo estando em licença-maternidade, algo que não esperamos, certo?

Decidi então participar da seleção. Algo que está em mim é encarar os desafios, seja algo que poderá ou não dar certo.

Participei então da seleção, com excelentes profissionais externos, algo que também me chamou a atenção. Será que fiz a escolha certa?

A capacidade dos profissionais está muito além do que se imagina. Então, logo que veio o fim da seleção, descobri que fui aprovada, algo muito surpreendente para minha carreira profissional e pessoal, visto que ainda estava cumprindo a licença-maternidade. A empresa aguardou o fim da minha licença e, logo que voltei, comecei a exercer as atividades de supervisora da equipe financeira.

Junto com a oportunidade, vem grandes desafios. O aprendizado que tenho desta experiência fantástica é que, sim, reconhecimento existe na Fueltech, independentemente da posição em que você se encontra”

 

Tamara Siqueira
Supervisora de Mídias Digitais

Uma das integrantes mais longevas do nosso time, Tamara foi a primeira mulher a integrar a área técnica da FuelTech, o que, no início, causou estranhamento em quem buscava atendimento do suporte. Não demorou, porém, para que ela ganhasse a confiança dos clientes. Ela comemora ter tido chances ao longo da carreira para que pudesse colocar em prática sua grande paixão. “Tive a oportunidade de trabalhar em uma oficina mecânica de motos, mão na graxa mesmo, trocando óleo/relação/fechando motores todos os dias”, conta. “Me orgulho de fazer parte de uma empresa que oferece oportunidades para as mulheres”.

💬 Clique e confira mais sobre a Tamara Siqueira

 

“Estou no meio automotivo há mais de 10 anos. No início era mais difícil encontrar mulheres nesta área, ainda mais na especialidade ‘racing’. Felizmente, esse cenário mudou e está crescendo cada vez mais. Já sabemos de cabeça vários nomes de mulheres piloto de arrancada, mulheres no circuito, mecânicas, engenheiras e atuando em diversas outras áreas automotivas.

Dedicação, esforço e talento não possuem gênero. Já está claro que as mulheres podem atuar em todas as áreas, mas acredito que existe um fator importante, que me ajudou e pode ajudar outras mulheres a iniciarem e terem prosseguimento na área automotiva: as oportunidades.

Antes de ingressar na área técnica da FuelTech, tive a oportunidade de trabalhar em uma oficina mecânica de motos, mão na graxa mesmo, trocando óleo/relação/fechando motores todos os dias. Foi realizador colocar em prática tudo que aprendi na teoria.

Em seguida surgiu uma nova oportunidade, neste tão restrito mundo racing. Nestes 13 anos, atuei no suporte técnico da FuelTech e atualmente faço parte do time de marketing. Quando entrei na FT éramos quatro mulheres. Hoje, somos 60 mulheres na empresa!

Me orgulho de fazer parte de uma empresa que oferece oportunidades para as mulheres. Não tenho dúvidas que a presença feminina no meio automotivo irá crescer cada vez mais. Assim como a FuelTech, outras empresas vão expandir novas oportunidades e incentivos”.

 




Leia Mais!

Como instalar FuelTech?
Como instalar FuelTech?

maio 12, 2022

Quer melhorar o gerenciamento do seu projeto de rua ou pista com a FuelTech e não sabe por onde começar com a instalação? Confira aqui todos os detalhes de como e onde instalar!

Clique e confira!

O que é FuelTech?
O que é FuelTech?

maio 05, 2022

O que é FuelTech? Pra que serve? Qual a função? Posso instalar no meu carro? Confira o que é FuelTech, como funciona, benefícios e as principais aplicações!

Clique e confira!

FuelTech em motores diesel? Saiba como nossos módulos ajudam os brutos da Fórmula Truck!
FuelTech em motores diesel? Saiba como nossos módulos ajudam os brutos da Fórmula Truck!

abril 29, 2022

FuelTech na Fórmula Truck! As ECUs FuelTech já auxiliam dois caminhões da prestigiada competição de caminhões a manter seus motores protegidos e ganhar em performance, clique e confira todos detalhes na matéria!

Clique e confira!