Pole, vitória e dobradinha com FuelTech no Endurance em Curitiba

junho 09, 2021

Domínio dos carros equipados com FuelTech e emoção, literalmente, até a última volta. Essas foram as marcas da segunda etapa do Império Endurance Brasil em 2021. A prova foi disputada no último dia 5 de junho, no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR), região metropolitana da capital paranaense.

Foi um fim de semana para nosso time não esquecer tão cedo: no tradicional circuito paranaense, os carros equipados com nossos produtos cravaram pole position, vitória e dobradinha na geral e triunfos em todas as categorias de protótipos. Foram dois dias de atividades e quatro horas de prova que passaram como se fosse em instantes.


Show desde a classificação

A atuação inspirada de pilotos e máquinas equipadas com FuelTech começou no treino classificatório, quando dois carros com nossos produtos ocuparam a primeira fila. A pole position coube ao AJR #444 da equipe MotorCar, de Vicente Orige e Gustavo Kiryla, com tempo médio entre a volta mais rápida de cada piloto de 1:11.855. Ao seu lado, largou o outro carro da equipe na categoria P1, o AJR #11 de Emílio Padron, Marcelo Vianna e Lucas Kohl, o mais rápido da classificação, com o tempo de 1:11.497.

Outros dois carros com FuelTech, ambos da equipe Mottin Racing, largaram no Top 10: o AJR #46 de Andersom Toso e Christian Castro e o AJR #26 de Oswaldo Scheer e Gustavo Martins, na quarta e sétima colocações, respectivamente. Pela P2, Jindra Kraucher e Aldo Piedade Jr. fizeram a pole com o Sigma de motor com cabeçote Hayabusa 1,5L turbo, com 1:17.803. Já na P3, Marcelo Peixoto e os irmãos Gustavo e Rafael Simon conquistaram a posição de honra com seu MRX #56, com o tempo médio de 1:21.704.

Superação e drama

Depois de largar na primeira fila e dominar a hora inicial de prova, os AJR da MotorCar enfrentaram, por coincidência, um problema similar e quase simultâneo: um furo no pneu traseiro esquerdo na segunda hora de corrida. O contratempo custou uma volta ao AJR #11 e três voltas ao AJR #444, com Kiryla, que sofreu o furo no pneu metros após a entrada do box e, além de precisar dar uma volta inteira na pista com o pneu dilacerado, ainda viu os restos de borracha enroscados na suspensão.

Restou a ambos apostar na velocidade para buscar a recuperação. No início da hora final de prova, os dois protótipos AJR já estavam na mesma volta do líder. A 38 minutos do final, o carro #444, já com o experiente Orige de volta ao volante, assumiu a ponta enquanto esbanjava velocidade, ao cravar a melhor volta com 1:13.471, média horária de 181,051 km/h. Mais atrás, Lucas Kohl se livrava de adversários como outros AJR e um McLaren 720S GT3 para abrir perseguição a Orige.

A missão do piloto gaúcho foi dificultada pois a asa móvel de seu carro (em sistema similar ao da Fórmula 1) não abria totalmente. Nas duas últimas voltas, porém, a vitória caiu em seu colo quando o câmbio do carro do líder Orige travou em quarta marcha. Kohl realizou a ultrapassagem decisiva a meia volta do final e venceu com apenas 2s324 de vantagem sobre o companheiro de equipe.

Não, você não leu errado: a diferença do vencedor para o segundo colocado em Curitiba, após quatro horas de disputa, foi de menos de dois segundos e meio.

Festa completa

A festa da MotorCar Racing, chefiada pelo engenheiro Rafael Cardoso, ficou completa com a primeira vitória dos irmãos Simon e do companheiro Peixoto desde seu retorno à categoria, agora com motor Honda aspirado. O protótipo MRX, que soma dois títulos da categoria e estava afastado nas duas últimas temporadas, cruzou a linha de chegada na 13ª posição na geral.


Já o pódio na geral e na categoria P1, a principal entre os protótipos, contou com mais um membro do time FuelTech: o AJR #46 de Castro/Toso, quarto colocado, apenas um segundo à frente do McLaren GT3. Este foi o primeiro pódio do carro que é o sucessor de um dos modelos mais vencedores em provas de longa duração da história do automobilismo no sul do Brasil.


Na classe P2, mesmo sem ter recebido a quadriculada, o Sigma de Kraucher/Piedade foi o carro mais bem classificado da categoria e conquistou a vitória. O protótipo AJR #26, que andou a prova toda entre os cinco primeiros colocados, abandonou com um problema de câmbio na volta final de prova, mesmo motivo que impediu a participação do AJR #80, também equipado com FuelTech, de Alexandre Finardi, Witold Ramasauskas e Márcio Mauro.

A próxima etapa do Império Endurance Brasil acontece no dia 3 de julho, no Autódromo Internacional Velopark, em Nova Santa Rita (RS). Estaremos lá com a confiança e motivação em alta em busca de mais vitórias com os carros que levam nossa marca.

Texto: Gefferson Kern
Fotos: Willian Donizetti Inácio




Leia Mais!

FuelTech Off Road: Torne seu jipe ou gaiola um campeão!
FuelTech Off Road: Torne seu jipe ou gaiola um campeão!

junho 17, 2022

Os módulos FuelTech fazem cada vez mais sucesso entre os jipeiros. Confira algumas das funções que podem ajudar seu projeto, não importa o terreno em que você for acelerar!

Clique e confira!

FT Education: os 10 anos da fábrica de campeões da FuelTech
FT Education: os 10 anos da fábrica de campeões da FuelTech

maio 25, 2022

Conheça nossa divisão de treinamentos, que há uma década forma profissionais campeões e qualifica a mão de obra do mercado de alta performance!

Clique e confira!

Como instalar FuelTech?
Como instalar FuelTech?

maio 12, 2022

Quer melhorar o gerenciamento do seu projeto de rua ou pista com a FuelTech e não sabe por onde começar com a instalação? Confira aqui todos os detalhes de como e onde instalar!

Clique e confira!