FT Education, a divisão de treinamentos que ensina muito mais do que sobre os nossos produtos

dezembro 17, 2020

“We don’t need no education”. A frase cantada por um coro de crianças na música Another Brick in the Wall (part 2), do Pink Floyd, tornou-se um clássico do rock, como crítica ao sistema educacional britânico. A máxima, no entanto, não se aplica ao mundo da performance na vida contemporânea. A necessidade de aprendizado é permanente, diante de uma indústria minuciosa que não para de evoluir e lançar novidades.

Foi com esse espírito que, nos últimos dez anos, a FuelTech passou a investir cada vez mais em cursos e treinamentos para os usuários de seus produtos. A ideia era não apenas qualificá-los para saber utilizar e extrair o melhor de cada módulo, mas transmitir conhecimento sobre tudo que cerca um veículo dotado com um equipamento FuelTech. A demanda foi tamanha que os cursos viraram uma divisão própria de treinamentos: a FT Education.

A escola oferece aulas presenciais em vários pontos do Brasil e diversos cursos online, alguns delas totalmente grátis (clique aqui e conheça todos os cursos oferecidos hoje pela FT Education). Uma maneira de buscar oferecer ensino qualificado e didático, com a premissa de que, para o mercado crescer, é necessária instrução de qualidade – e que ensina mais do que sobre injeção eletrônica programável ou os módulos da FuelTech. 

Qualificação e demanda

O conceito do que hoje é a FT Education começou no fim da década de 2000, em dois momentos-chave: em 2009, com o lançamento da primeira linha FT de ECUs, que consistia nas FuelTech FT200, FT300 e FT400, produtos mais avançados que a RacePRO-1Fi existente até então, os quais iriam demandar conhecimento para operar todos os seus recursos e extrair o que de melhor os novos módulos possuíam.

“Na época, o mercado era composto por revendedores ou entusiastas que abriam negócios mais por paixão do que por vislumbrar crescimento empresarial”, lembra o diretor da FT Education, Cristian Silva. Ele lembra que a limitação de conhecimento na área à época dificultava a expansão do mercado, o que fez surgir a ideia da oferta de treinamentos – e aí vem o segundo momento importante: o curso oferecido em parceria com o Senai, em 2010, que foi o embrião do que hoje é a FT Education.

O nome utilizado até hoje foi utilizado pela primeira vez em 2012, quando da oferta do primeiro curso da divisão de treinamentos, em Manaus (AM). O local não foi escolhido por acaso: como a FuelTech é uma empresa sediada em Porto Alegre (RS), a ideia era deixar claro que a escola era volante e poderia percorrer o país de norte a sul.

A ideia fez com que os próprios profissionais da mecânica e performance do Brasil sentissem a necessidade de qualificação. Já em 2013, foram realizados cursos em Porto Alegre, Curitiba, São Paulo, Belo Horizonte e Manaus. O avanço fez com que o interesse pelos cursos se multiplicasse e fizesse o número de turmas saltar de quatro em 2012 para 38 em 2019. 

Expansão e experiência

Até 2014, os treinamentos eram todos realizados por Cristian Silva. Ele é engenheiro mecânico automotivo há 14 anos após ser aprovado na primeira turma do curso na Ulbra, em 1999. Ele entrou na empresa após seis anos como instrutor de curso técnico de automobilística no Senai, em 2008, quando a equipe da FuelTech possuía 19 pessoas (em 2020, chegamos aos 100 funcionários no Brasil), para cuidar da área comercial, que abrangia marketing, vendas, manutenção e assistência técnica.

As andanças para prestar suporte técnico a clientes FuelTech, em eventos importantes como os campeonatos Brasileiro e Sul-Americano de Rally, regional de Marcas & Pilotos e a arrancada em Curitiba e no Velopark, fizeram a necessidade de oferta de treinamentos ficar cada vez mais clara para Silva, até hoje instrutor de cursos e que possui a mecânica no sangue: ele atua na área por influência do pai e do avô, ambos mecânicos, desde os 12 anos, é técnico em mecânica de precisão e já passou por treinamentos em empresas como VW, Fiat, GM, Ford e Bosch.

A multiplicação da demanda fez a equipe aumentar: um dos primeiros a se integrar ao time, em 2015, foi o professor Silvano Hoff, instrutor da Ford Motor Company desde 1996. Ele também já atuou no Senai e possui larga experiência em áreas fundamentais, como transmissão, motor, freio, alinhamento e eletrônica. “Ele conhece o carro do pára-choque dianteiro ao pára-choque traseiro”, compara Cristian.

Outra necessidade surgida foi o treinamento em dinamômetro, para que os alunos vissem a aplicação de alguns conteúdos na prática, que ocorrem hoje em Porto Alegre, Curitiba e Rio de Janeiro aos cuidados, respectivamente, dos instrutores Bruno Panza, Diogo Silva e Hermano Alevato, engenheiro mecânico que é responsável técnico pela fábrica de embreagens Ceramic Power. Esta modalidade seria iniciada neste ano também em São Paulo, mas foi adiada em função da pandemia da covid-19.

O time no Brasil ainda possui o instrutor Cristian Delfino, proprietário da Power Racing, que desenvolveu, por dois anos, pesquisa com a FT Education para elaboração de treinamento de suspensão específico para carros de arrancada, ministrado por ele. Todos os treinamentos e instrutores são preparados pela FT Education, para se adequar aos padrões da própria divisão de treinamentos e da FuelTech. 

Ensino à Distância

O principal objetivo dos treinamentos online, na modalidade Ensino à Distância (EaD), é atender ao aluno que não pode viajar, deixar seu trabalho ou que realiza os cursos como hobby nas horas vagas. A estrutura disponível permite que a FT Education entregue treinamento de qualidade em nível igual ou superior ao treinamento presencial: afinal, na modalidade online, não há a limitação do tempo de aula.

Os treinamentos online são 100% compostos por videoaulas, sem uso de apostilas ou materiais similares. Boa parte das aulas em vídeo possuem explicações ilustradas por slides que emulam a sala de aula, em busca da mesma excelência que já chegou a 32 mil alunos cadastrados – em 2019, foram 1,2 mil em treinamentos presenciais e mais de 5 mil nos cursos online. 

Muito além dos nossos módulos

O EaD ainda auxiliou em outra premissa da FT Education: o ensino para além do uso dos módulos FuelTech. “O mercado da performance não é composto só por eletrônica. Não posso falar apenas da eletrônica ou gerenciamento eletrônico”, assinala Silva. “No treinamento para acerto em pista, falamos sobre tratamento de pista, tipo de pneu, escorregamento da embreagem, etc. Preciso abrir o leque e falar de um cenário muito mais amplo do que aquilo que é oferecido pelo nosso equipamento”, ilustra.

A diversificação dos cursos corrobora com esse ponto de vista: Cristian salienta que, dentro da arrancada, havia uma carência de treinamentos em suspensão, dianteira e traseira, pelos preparadores brasileiros, suprida pelo treinamento hoje oferecido. A FT Education possui outra iniciativa similar, em parceria com a Ceramic Power: um treinamento sobre embreagens, que está no rol dos cursos gratuitos da instituição.

Presencialmente ou à distância, o objetivo é o mesmo: transmissão qualificada de conhecimento sobre alta performance. O que Silva entende ser tão fundamental em nossos dias quanto o uso de produtos de ponta. “O mercado cresceu muito. A oportunidade só está presente pra quem tem a qualificação correta”.

FT Education no canal da FuelTech no YouTube: 

 



Deixe um comentário

Os comentários serão aprovados antes de serem exibidos.


Leia Mais!

Input Expander FuelTech!
Input Expander FuelTech!

janeiro 13, 2021

Conheça o novo produto da FuelTech, que vai adicionar 24 entradas além das originais em seu módulo da linha PowerFT e permitir que seu projeto tenha tantos sensores quanto um Pro Mod americano.

Clique e confira!

Nova Atualização 4.5!
Nova Atualização 4.5!

janeiro 13, 2021

Clique e confira!

FT450 x FT550: qual usar? Três dicas para você fazer a melhor escolha
FT450 x FT550: qual usar? Três dicas para você fazer a melhor escolha

dezembro 30, 2020

O dobro de entradas, acelerômetro interno que evita empinadas, GearController integrado, uso em câmbio automático… descubra um pouco do que diferencia duas de nossas ECUs da linha Power FT

Clique e confira!